• catharine mozer gomes

O que são organizações exponenciais?



Estamos vivendo um momento de crescimento acelerado da tecnologia, o que tem causado diversos impactos no ambiente de negócios e na sociedade como um todo (falei deste tema no artigo Crescimento acelerado da tecnologia).

Neste cenário, existem organizações que se sobressaem por conseguirem alcançar mais resultados e causar maior impacto por saberem navegar melhor neste ambiente. Estas são conhecidas como organizações exponenciais ou ExOs.


Segundo o livro Organizações Exponenciais, “uma organização exponencial é a aquela que o impacto ou resultado é desproporcionalmente grande, até 10x maior comparado com outras empresas, pelo seu uso de novas técnicas organizacionais que otimizam as tecnologias em aceleração”.


Mas o que difere estas organizações das demais?

Existem certos atributos que as organizações exponenciais possuem, a seguir explicarei cada um deles.


MTP (propósito de transformação massivo): um propósito grande, transformador e inspirador, que impacta não só o seu ambiente de negócio, mas a sociedade como um todo. É capaz de engajar a sua comunidade no mesmo objetivo. O Google é um exemplo de organização exponencial cujo propósito é “organizar as informações do mundo” (só isso).


Colaboradores por demanda: em vez de "possuir" funcionários, as ExOs utilizam pessoas externas para trabalhos simples a complexos - mesmo para processos de missão crítica. O Uber é um exemplo, que através de motoristas que não fazem parte do seu quadro, consegue entregar seu serviço de transporte para diversos países.


Comunidades: são grupos de pessoas apaixonadas por uma causa e dedicadas a colaborar na solução dos grandes desafios que cercam essa causa. As ExOs estão alavancando sua comunidade ou o público em geral em escala. A TED faz isso muito bem, através da sua rede de palestrantes e seguidores de conteúdo.


Algoritmos: conforme o mundo se transforma em dados e informações, as ExOs estão aproveitando algoritmos - incluindo aprendizado de máquina e aprendizado profundo - para obter novos insights sobre seus clientes e produtos. Software de autoaprendizagem que reconhece padrões em textos, imagens, vídeos, idiomas, etc.


Alavancar ativos: em vez de tentar possuir ativos, as ExOs acessam, alugam ou compartilham ativos para se manterem ágeis - terceirizando até mesmo ativos de missão crítica. Um exemplo disso é a Airbnb, uma das maiores empresas de hotelaria do mundo, sem possuir nenhum quarto de hotel.


Engajamento: o engajamento é composto de sistemas de reputação digital, jogos e prêmios de incentivo, e oferece a oportunidade de ciclos virtuosos e positivos de feedback, que por sua vez permitem um crescimento mais rápido devido a ideias mais inovadoras e à fidelidade do cliente e da comunidade. Aqui um exemplo é o Duolingo, que possui alto nível de engajamento no ensino de idiomas com seu aplicativo gamificado.


Interfaces: processos de correspondência e filtragem que permitem a uma organização selecionar, filtrar e gerenciar as saídas de todos os atributos externos de ExOs como entradas na organização interna de maneira eficaz, direcionada e contínua.


Dashboards: os painéis mantêm tudo sob controle, fornecendo visibilidade e transparência, encurtando o ciclo de feedback e reduzindo a carga cognitiva. Os painéis permitem a celebração quando as coisas estão no “verde” e fornecem um empurrão inicial para intensificar os esforços quando na zona “amarela” ou “vermelha”, cedo o suficiente para fazer diferença.


Experimentação: com novas iniciativas, você desejará validar ou invalidar suas hipóteses antecipadamente para controlar o nível de investimento e o risco. Isso é feito por meio de experimentação, em que você executa ações iterativas antes de obter todas as respostas. É com base no ciclo constante de construir, medir e aprender.


Autonomia: as ExOs têm uma organização plana, permitindo que equipes auto organizadas e multidisciplinares e / ou funcionários individuais operem com autoridade descentralizada.


Social: utilizam ferramentas colaborativas para gerenciar conversas em tempo real e com latência zero. Quando implementadas, essas ferramentas criam transparência e conexão e reduzem a latência de informações de uma organização.

Este artigo foi feito com base no livro Organizações exponenciais (de Salim Ismail) e de recursos do site Open Exo.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo