• catharine mozer gomes

O que é Internet das coisas?


Internet das coisas é a conexão via internet para a transmissão de dados entre sensores, aparelhos e objetos do nosso cotidiano (que tenham acesso à internet), sem a necessidade de interferência de pessoas nesse processo. Termo traduzido do inglês "Internet of Things", conhecido pela sigla IOT.


Para entender o seu funcionamento, um exemplo prático é o aplicativo de mobilidade Moovit: Quando você está esperando seu ônibus e confere no Aplicativo o horário previsto de chegada, o trajeto, entre outras informações, uma das tecnologias que possibilita isso é IOT. Um sensor de localização, que está no ônibus, envia esses dados via internet para um servidor, onde são processados e transmitidos para o App no seu celular.


Aplicações de IOT vem ganhando cada vez mais espaço em diversas indústrias e fazem cada vez mais parte do nosso dia a dia. Abaixo algumas das principais aplicações de Internet das Coisas:


Cidades Inteligentes: são cidades conectadas que transmitem informações em tempo real através de diferentes tipos de sensores presentes na cidade (câmeras, sensores de luminosidade, umidade, calor, entre outros). Permitem a integração de serviços e tomada de decisão mais precisa para garantir uma melhor qualidade de vida para os seus moradores. Confira neste vídeo alguns exemplos de cidades inteligentes.


Casas inteligentes: casas com diversos sensores e aparelhos (como TV, geladeira, forno) conectados via internet e que passam informações em tempo real para seus moradores via aplicativos. Em uma casa inteligente você pode encontrar uma geladeira que consegue identificar se você tem os ingredientes necessários para fazer alguma refeição específica, como uma pizza por exemplo. Veja neste vídeo como uma casa inteligente funciona.


Saúde: um dos campos mais promissores quando falamos de internet das coisas, com aplicações que podem salvar vidas de pessoas com a prevenção ou rápida resposta em casos de acidente. Um exemplo é a utilização de Smartwatch conectados com hospitais ou seguradoras que oferecem acompanhamento de dados biométricos (como pressão, batimentos cardíacos) e podem enviar ajuda imediata em caso de alterações que sinalizam o início de um infarto, por exemplo. Outra aplicação de grande impacto é o monitoramento de idosos, podendo indicar até mesmo sua queda através de sensores e enviar um chamado direto para a emergência.


Indústria: imagina você poder ter o controle em tempo real de tudo que é produzido em uma fábrica, além de poder identificar rapidamente qualquer alteração no nível de produção e poder agir rapidamente para corrigir isto? O IOT trouxe esta possibilidade para o chão de fábrica com a utilização de sensores conectados via internet, gerando dados em tempo real que facilitam a tomada de decisão e aumentam a produtividade e eficiência das fábricas. Existem também aplicações que auxiliam na segurança dos trabalhadores, com a inclusão de sensores em seus uniformes e equipamentos de segurança, evitando acidentes com ações preventivas.


Estes são apenas alguns exemplos das diversas aplicações de IOT e que tendem a aumentar cada vez mais nos próximos anos. Segundo o relatório da Cisco sobre internet (2018-2023), até 2023 teremos mais de 29 bilhões de aparelhos conectados, com destaque para os aparelhos domésticos, representando quase 50% das conexões M2M (máquina para máquina).


Quer aprender mais sobre novas tecnologias e como implementá-las no seu negócio? Entre em contato.

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo