• catharine mozer gomes

O futuro do trabalho

Atualizado: 8 de set. de 2021


O relatório do fórum econômico mundial em 2020 sobre o futuro do trabalho concluiu que o COVID-19 fez com que o mercado de trabalho mudasse mais rápido do que o esperado, indicando que o “futuro do trabalho” já chegou. Isso inclui o crescimento de tendências como o trabalho remoto, o aumento da adoção de novas tecnologias e no nível de digitalização das empresas.


Abaixo as principais conclusões do relatório:

  • Nos próximos 5 anos cerca de 85 milhões de empregos podem ser substituídos por uma mudança na divisão de trabalho entre humanos e máquinas, enquanto 97 milhões de novos papéis podem surgir.

  • O ritmo de adoção da tecnologia deve permanecer inalterado e pode acelerar em algumas áreas.

  • A automação, em conjunto com a recessão COVID-19, está criando um cenário de "dupla disrupção“, o que deve aumentar a desigualdade.

  • Os gaps de competências (tanto técnicas quanto comportamentais) continuam elevados e o prazo para qualificar e requalificar trabalhadores está mais curto.

  • A aprendizagem e a formação online estão aumentando. Quando trata-se de ensino superior e corporativo a tendência é a adoção do ensino híbrido (presencial + online), enquanto o ensino de jovens e crianças deve retornar ao presencial.

  • Necessidade do setor público apoiar a qualificação e requalificação de trabalhadores em risco de deslocamento. Estes tipos de programas precisam ser implementados com urgência, especialmente para cobrir o gap técnico e educacional de trabalhadores que performam atividades que podem ser ou já estão sendo automatizadas.

  • Apesar da atual crise econômica, a grande maioria das empresas reconhece o valor do investimento em capital humano e estão acelerando a implementação de programas com foco na requalificação e qualificação de seus trabalhadores.

  • Competências comportamentais como criatividade, pensamento analítico, inovação, aprendizagem ativa, inteligência emocional, liderança e influência social estão no topo na demanda das empresas para contratação e capacitação de profissionais.

  • Todas estas mudanças trazem à tona a necessidade de desenvolvermos novas competências e estarmos mais preparados para um mercado de trabalho onde teremos que conviver com tecnologia o tempo todo e aprender como maximizar o nosso tempo para tarefas que exigem competências humanas como a criatividade, empatia, curiosidade e inteligência social.


Quer aprender mais sobre transformação digital e como estar mais preparado para este cenário de constantes mudanças? Entre em contato.

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo