• Catharine Gomes

Crescimento acelerado da tecnologia

Atualizado: 5 de jul. de 2021

Estamos vivendo a quarta revolução industrial, caracterizada pelo crescimento acelerado das novas tecnologias e suas aplicações, o que tem apagado as linhas entre as esferas físicas, digitais e biológicas. Nunca tivemos tantas mudanças de uma revolução industrial para outra, em tão pouco tempo, como estamos vivendo agora.

Linha do tempo com as revoluções industriais

Mas o que tem acelerado essas mudanças?


Um dos principais fatores para essa aceleração é o aumento da disponibilidade de tecnologia, incluindo o seu potencial de processamento e armazenagem, que tem ocorrido de forma exponencial. De acordo com Gordon Earle Moore, a capacidade de processamento ou força computacional dobra a cada 18 meses, mantendo-se o seu custo de fabricação. De forma prática, isso significa um aumento inimaginável do que um computador pode fazer a um custo cada vez mais acessível para a sociedade.


E quais são as principais implicações disso tudo?


Tecnologia como commodity: o preço de soluções tecnológicas e seus componentes têm apresentado grande queda no preço nos últimos anos, tornando-se mais acessíveis para a sociedade como um todo. Como exemplo, posso mencionar os sensores de veículos autônomos, que custavam cerca de sessenta mil reais em 2007 e hoje custam cerca de mil reais.


Smartphones como extensão humana: hoje já temos mais celulares do que pessoas no mundo. Quando falamos de usuários únicos, de acordo com o digital 2021 report, mais de 65% da população global já possui uma linha móvel de celular e cerca de 60% da população possui acesso à internet.


Hiperconexão e empoderamento do consumidor: o número de usuários de redes sociais tem aumentado exponencialmente nos últimos anos, assim como a quantidade de horas que permanecemos conectados. De acordo com o digital 2021 report, hoje mais de 53% da população mundial tem acesso ativo às redes sociais, o que significa maior acesso à informação e maior poder como consumidor, dado a grande exposição das empresas frente às mídias sociais.


Baixa barreira de entrada e maior competição: o número de startups tem crescido a cada ano, assim como os chamados “unicórnios”, que são startups avaliadas em pelo menos 1 bilhão de dólares. Isso ocorre pela facilidade de criação de novos negócios e quase não existência de barreiras físicas como antigamente (uma startup da Itália pode ser uma grande concorrente de uma empresa do Brasil).


Disrupção: é cada vez mais comum ver novos modelos de negócios causando disrupção e tirando empresas tradicionais do mercado. Um exemplo clássico é o da Netflix com a Blockbuster, onde o modelo de streaming da primeira fez a segunda declarar falência em pouco anos (mas isso é história para outro post 😉).


Novos desafios: com todas essas mudanças, nunca vivemos um momento tão delicado no que diz respeito a nossa privacidade de dados, confiança sobre as informações disponíveis na internet e vulnerabilidade contra os ataques cibernéticos. Infelizmente, o crescente potencial da tecnologia também fez com esses problemas aumentassem de forma exponencial nos últimos anos, o que exige maior atenção e cuidados com a nossa segurança na internet.


Por conta de todas essas mudanças é que a transformação digital das organizações tem se tornado cada vez mais importante e urgente.


Quer aprender mais sobre transformação digital e como transformar a sua empresa? Entre em contato.

45 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo